Archive for the ‘Gunma’ Category

Articles

Parque de diversões com ar retrô e barato volta a ficar famoso

In Gunma,Japão,Uncategorized on 19 de maio de 2017 por Shigoto.com Agência de Turismo Marcado: , ,

Um parque com ar retrô, cheio de brinquedos da década de 50, voltou a fazer sucesso entre famílias com crianças

luna park
Ganhar popularidade depois de tantos anos de existência pode ser por conta da divulgação. Sob o tema “o parque de diversões mais nostálgico do Japão”, o Luna Park registrou recorde de público no ano passado, com 1,46 milhão de visitantes. E no último grande feriado – Golden Week – recebeu milhares de famílias com crianças pequenas.

O público foi tão grande que brinquedos como o carrossel (merry-go-round) e outros chegaram a ter formação de fila, segundo o Sankei Photo.

Parque de diversões retrô e baratíssimo
O Luna Park fica na cidade de Maebashi (Gunma), em uma extensa área de quase 9 mil metros quadrados. Foi inaugurado em 1.954 e veio passando por manutenções para continuar oferecendo diversão “analógica”.

Além do espaço e o ar retrô, divertir-se custa muito barato. Há brinquedos por 10 ienes ou 50 ienes. Com mil ienes, uma família com 2 crianças, pode passar o dia. Se bater fome, há venda de onigiri (bolinhos de arroz), tradicional iguaria japonesa.

O repórter entrevistou um casal de Tóquio, com 2 crianças, que foi visitar o parque. “Agora compreendemos porque o parque é famoso. O ar retrô e diversão barata justificam”, declararam.

Há várias atrações para as crianças, em especial uma chama muito à atenção: os cavalos de madeira. Custa apenas 10 ienes para brincar com eles. Brincar no aviãozinho ou mini helicóptero, correr de kart na pista, no carrossel e outros, fazem com que as crianças nem se lembrem do smartphone ou tablet.

luna park cavalos de madeira
Informações do Luna Park
Nome em japonês るなぱあく
Horários: até 19 de julho, das 9h30 às 17h00; de 21 de julho a 31 de agosto, das 9h30 às 18h00
Bilhetes: 11 bilhetes de ¥50 por 500 ienes ou individual de 50 ienes
Moedas de 10 ienes: para os brinquedos menores
Endereço: Gunma-ken Maebashi-shi Oote-machi 3-16-3 (clique aqui para abrir o mapa)
Estacionamento: gratuito
HP: http://lunapark-maebashi.com/
Fonte: Portal Mie | Fotos: Sankei Photos

Articles

Gunma ganha novo patrimônio cultural

In Gunma,patrimônio cultural on 22 de junho de 2014 por Shigoto.com Agência de Turismo Marcado:

A fábrica de fiação de seda Tomioka, um marco da industrialização do país, foi reconhecida pela Unesco

fábrica de fiação de seda TomiokaUma fábrica histórica e três locais relacionados a ela na província de Gunma, simbolizando a corrida do Japão para sua modernização no final do século 19, foram adicionados no sábado à lista de patrimônios culturais da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A fábrica de fiação de seda Tomioka, construída em 1872, ajudou a trazer fama mundial à indústria têxtil do país. Também foram incluídas ao patrimônio a fazenda de sericicultura (criação de bicho-da-seda) Tajima Yahei, em Isesaki; a escola de sericicultura Takayama-sha, em Fujioka; e a instalação de armazenamento refrigerado Arafune Fuketsu, em Shimonita, que foi usada para preservar os ovos de bicho-da-seda.

O reconhecimento da Unesco nunca teria acontecido se não fosse a teimosia da ex-operadora da fábrica. Após o encerramento das atividades, em 1987, a Katakura Industries Co., uma empresa têxtil com sede em Tóquio, preservou o edifício adotando uma política de "não à venda, não ao arrendamento e não à demolição".

A fábrica de fiação de seda Tomioka (Tomioka Seishijou, 富岡製糸場) iniciou suas operações em 1872, nos anos incipientes da Era Meiji (1868-1912), dando ao Japão renome mundial para a qualidade de sua seda. A empresa, que ocupa um terreno de 50 mil metros quadrados, operou por quase meio século.

A Katakura Industries tinha consciência de sua responsabilidade em preservar este símbolo da corrida desenfreada do Japão pela modernização e industrialização desde o século 19.

Durante a cerimônia de encerramento das atividades da fábrica, em 5 de março de 1987, Haruo Yanagisawa, então presidente da Katakura Industries, disse que a empresa não tinha a intenção de transformar o local em uma atração turística ou permitir que se tornasse uma mera relíquia do passado.

Ele deixou claro que a empresa se comprometia a preservar a fábrica e manter o seu significado histórico e cultural. A Katakura gastou cerca de ¥80 milhões por ano para manter o local em bom estado de conservação.

O prédio da antiga fábrica pode ser visitado todos os dias, das 9h às 17h, com exceção de 29, 30 e 31 de dezembro. A entrada custa ¥500 (adultos), ¥250 (estudantes do koukou e daigaku) e ¥150 (alunos do shougakkou e chuugakkou). Veja mais informações no site http://www.tomioka-silk.jp.
Fonte: Alternativa